Comunicação: Objetos das ciências do mar sob a lente artística

Congresso: SciCom Pt 2021, 23-25 junho 2021, online

Título: Objetos das ciências do mar sob a lente artística

Autores: Ana Matias

Resumo: A comunicação de ciência agrega um conjunto de atividades que incluem não só a disseminação dos avanços científicos, mas também a apresentação de protagonistas e demonstração de métodos. É nesta última função que se enquadra este projeto de arte & ciência, que também pretendeu explorar formatos não convencionais de comunicação de ciência e criar parcerias institucionais. O projeto realizou-se no âmbito do Festival “Encontros do DeVIR”, organizado pelo Centro de Artes Performativas do Algarve, que efetuou a encomenda de fotografias artísticas de grande formato baseadas nas ciências do mar. A comunicadora de ciência fez a ligação entre o fotógrafo e o Centro de Investigação Marinha e Ambiental da Universidade do Algarve, identificou os projetos científicos na Ria Formosa, acompanhou as sessões fotográficas e criou os textos da exposição, que refletiram os processos científicos e artísticos. O fotógrafo entrevistou os investigadores, visitou os laboratórios, selecionou os objetos e realizou as sessões fotográficas. A curadoria foi feita pelo diretor do festival e fotógrafo, seguindo critérios estéticos e harmonia com as fotografias da Ria Formosa. A exposição decorreu entre outubro e novembro de 2020, no foyer do Teatro Municipal de Faro, pelo qual transitaram ±1800 pessoas, tendo sido produzido um livro/folha de sala. A pandemia de COVID-19 causou constrangimentos como alteração de datas, proibição de circulação no interior da exposição e redução de visitantes. Ao longo e no final do projeto, a comunicadora de ciência recolheu testemunhos do fotógrafo, investigadores e diretor do festival. Pretendeu perceber até que ponto o projeto foi ao encontro dos objetivos de cada participante, mais do que avaliar a eficácia da comunicação para o público. A análise identificou diferenças de objetivo/contributo/satisfação, evidenciando a importância da gestão de expetativas e avaliação de esforço/benefício dos investigadores, por parte do comunicador de ciência, intermediário em projetos de arte & ciência.